quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

Campanha vacinal contra o Sarampo prossegue em toda a rede pública de saúde

Iniciada dia 10 deste mês, tendo vivenciado sábado passado, dia 15, o seu “Dia D”, a Campanha de Vacinação Contra o Sarampo na cidade do Assú vai sequenciar até o dia 13 de março próximo, uma sexta-feira, e, até lá, todo o esforço dos que fazem o setor de saúde pública municipal é no sentido de que a meta de 95% de cobertura estabelecida para o município pelo Ministério da Saúde seja alcançada. É o que salienta o responsável pela coordenação do Setor de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde, Tibúrcio Júnior. No “dia D” a pasta contou com um contingente de 200 servidores no trabalho vacinal. Tibúrcio Júnior revelou que, durante o “dia D”, do total de pessoas que procuraram os postos de atendimento para tomar a dose do imunobiológico contra o Sarampo, 4.104 foram pessoas já vacinadas, ou seja, já protegidas contra a doença. Este quantitativo ficou assim distribuído: de 05 a 09 anos, 1.508 pessoas; de 10 a 14 anos, 1.539 pessoas; e, de 15 a 19, 1.057 pessoas, totalizando 4.104 pessoas. Por sua vez, a soma de pessoas que foram aos postos e efetivamente necessitavam da vacina contabilizou 182 pessoas. A segmentação por faixa etária ficou assim: de 05 a 09, 18; de 10 a 14, 61; e, de 15 a 19, 103 vacinados. O coordenador do Setor de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde do Assú registrou que a ação protetiva é voltada para imunização do público entre 05 e 19 anos contra o Sarampo, precisamente, as crianças e jovens que nunca foram vacinados, sendo necessárias nesta faixa etária duas doses da tríplice viral, com um intervalo de 30 dias entre elas; ou para aqueles que ainda não finalizaram o esquema vacinal. Quem está com a caderneta de vacinação em dia não precisa tomar novas doses. Esta é a terceira campanha desde 2019. Nas anteriores, foram beneficiadas as populações de 6 meses a 4 anos e 20 a 29 anos.
Fonte: Prefeitura do Assú – Secretaria Municipal de Comunicação e Ouvidoria

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

Segunda Turma do TRT/RN confirma sentença da Vara do Trabalho de Assú contra empresa que não contratou trabalhador após seleção

Reprodução
A Segunda Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT/RN) concedeu danos morais a candidato à vaga de ajudante de construção de linha de transmissão não contratado após processo de seleção. A empresa que vai pagar a indenização é a Proclabe Energia e Telecomunicações S/A. O trabalhador havia sido submetido ao processo seletivo e já estava na fase de agendamento de exame médico admissional, abertura de conta bancária para depósito de salário e retenção da Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) pela empresa visando a assinatura do documento. Informação enviada pelo setor de comunicação social do Tribunal Regional do Trabalho do Rio Grande do Norte dá conta que a relatora do processo juíza convocada Isaura Maria Barbalho Simonetti, confirmou a sentença da Vara do Trabalho de Assú na condenação por danos morais, mas aumentou o valor da indenização de 500 a mil reais. Para a relatora, ficou comprovado que a empresa, após as tratativas preliminares que envolveram a aprovação em processo seletivo, deixou de proceder à contratação, sem justificativa plausível, frustrando a expectativa do trabalhador. Em sua defesa ao TRT/RN, a empresa alegou que o processo seletivo ao qual o trabalhador foi submetido contava com diversas fases, não tendo sido aprovado ao final haja vista a impossibilidade de novas contratações por parte da empresa. No entanto, para a relatora, ficou evidenciada a prática de ato ilícito, pois houve promessa de emprego e depois a desistência inexplicável da contratação. O que causou, neste caso, prejuízos que transcenderam a esfera patrimonial e merecem a reparação indenizatória. A decisão da Segunda Turma do Tribunal foi por unanimidade.

Assú: Sindivarejo esclarece como será o funcionamento do comércio local no período carnavalesco

O Sindicato do Comércio Varejista (Sindivarejo) em Assú emitiu comunicado por meio da sua página oficial no Facebook dando de como será o funcionamento do comércio local no período carnavalesco. No sábado, dia 22 de fevereiro o comércio de rua mais os supermercados e casas lotéricas funcionarão normalmente. Já no domingo o comércio de rua estará fechado e os supermercados abrirão até às 12h. Na segunda-feira, 24 de fevereiro - Dia do Comerciário, estarão fechados o comércio de rua; supermercados; agências bancárias; e casas lotéricas. O não funcionamento dos estabelecimentos comerciais na mencionada data tem como base a cláusula quadragésima segunda da Convenção Coletiva do Trabalho. Na terça-feira de carnaval agências bancárias; casas lotéricas; e o comércio de rua estarão de portas fechadas. Na quarta-feira de cinzas o comércio de rua abrirá a partir do meio dia; os supermercados abrirão normalmente; e as agências bancárias terão expediente de 12h às 15h.

Deputados estaduais indicam 865 mil em emendas para a UERN em Assú, Caicó, Mossoró, Natal, Patu e Pau dos Ferros

Graças aos deputados estaduais, a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) terá um aporte extra de R$ 865 mil por meio de emendas parlamentares. São recursos para investimentos. Seis deputados destinaram os recursos. Dentre eles, Francisco do PT garantiu R$ 100 mil em emendas para a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), sendo R$ 40 mil para a assistência estudantil no Campus Central e mais R$ 60 mil para aquisição de equipamentos de laboratório. O parlamentar enalteceu a importância da UERN para a educação no Rio Grande do Norte.
A UERN é uma instituição que tem um papel estratégico para a educação do nosso Estado e, consequentemente, para o desenvolvimento do RN. Por isso, essas emendas visam colaborar com a manutenção desta importante instituição de ensino, ajudando na assistência estudantil e na melhoria de seus laboratórios”, disse o deputado.
Kelps Lima (SD) destinou R$ 80 mil para o curso de Direito do Campus de Natal.
A UERN ter uma unidade na Zona Norte de Natal é algo fantástico para a região e isso precisa ser reconhecido e valorizado. A emenda é um gesto de agradecimento e reconhecimento à UERN em nome da Zona Norte de Natal”, acrescentou. Isolda Dantas (PT) destinou R$ 200 mil em recursos para os campi de Pau dos Ferros, Assú e Mossoró. Sendo para a primeira unidade verba para investimentos em mobiliário, biblioteca e para os outros dois serão recursos para investimentos. Egressa da UERN, a parlamentar avaliou a Instituição como fundamental para o Estado.
A UERN, como a gente afirma, é um patrimônio do povo do Rio Grande do Norte e uma ferramenta fundamental que tem contribuído para que os filhos da classe trabalhadora mudem suas vidas, sonhem e tenham esperança. Na condição de deputada, eu jamais poderia deixar de canalizar parte de nossas emendas para a UERN, que transformou a minha vida e a de tantas outras pessoas. Não é possível imaginar o Estado do Rio Grande do Norte sem essa Universidade, assim como as prefeituras e a rede estadual de ensino. Mais que uma obrigação, é um compromisso nosso”, avaliou.
Allyson Bezerra (SD) encaminhou R$ 200 mil para obras de acessibilidade nos campi de Mossoró e Pau dos Ferros. Ele destacou o reconhecimento pela Universidade.
Conheço de perto o poder de transformação da educação e a UERN representa exatamente isso, a transformação de centenas de vidas, principalmente no interior do nosso Estado. Acredito que essa valorização da instituição que tanto se fala precisa sair do discurso, precisa ir para a prática. Com os recursos destinados pelo nosso mandato, buscamos contribuir com essa instituição, que tem valor inestimável para o povo potiguar, especialmente o de Mossoró. Mas nos propomos a fazer muito mais e o faremos”, argumentou.
A deputada Ediane Macedo (PL) indicou R$ 50 mil para manutenção do Campus de Natal. Ela disse ser uma forma de contribuir para a UERN.
Sempre tive a consciência da importância da UERN para o nosso Estado, mas não há nada melhor do que conhecer de perto. No ano passado, tive a oportunidade de visitar o Campus da Zona Norte, ouvir sobre o trabalho realizado na área de ensino e também de extensão junto à comunidade. Por isso, nosso mandato destinou uma emenda no valor de R$ 50 mil para a manutenção do Campus da UERN na Zona Norte de Natal. Uma maneira de contribuir com o trabalho dessa instituição que já transformou para melhor a vida de tantos potiguares, oferecendo um ensino superior gratuito e de qualidade”, disse.
Por fim, Sandro Pimentel (PSOL) garantiu R$ 235 mil para a UERN, sendo R$ 35 mil para o Departamento de História do Campus de Assú e o restante para investimentos em segurança. Ele classificou a UERN como estratégica.
Sempre tive o entendimento de que a UERN, nossa Universidade, cumpre um papel estratégico não só para a educação, mas para o desenvolvimento do nosso Estado. E nesse sentido, eu não poderia deixar de garantir um apoio concreto com emendas parlamentares impositivas, no sentido de contribuir para o fortalecimento da nossa Universidade”, acrescentou.
O reitor Pedro Fernandes Ribeiro Neto agradeceu aos deputados pelas emendas.
É sempre uma conquista muito grande quando a gente recebe a sensibilidade do parlamentar indicando emendas para a nossa Universidade. Com esses recursos a gente busca fazer a diferença para os nossos estudantes, mas também usamos os recursos para serviços estruturantes, porque a infraestrutura tem sido o foco principal de nossos empenhos em melhorias. Agradeço a todos os deputados e todos os membros da comunidade acadêmica que buscaram os deputados para conseguirem esses recursos”, concluiu.
Fonte: UERN