quinta-feira, 17 de junho de 2021

Em denúncia feita ao Sindsaúde/RN, servidores do Hospital de Assú pedem socorro

O Sindsaúde/RN recebeu mais uma denúncia anônima de servidores da saúde do Hospital Regional DR. Nelson Inácio dos Santos, na cidade de Assú/RN. A denúncia é direcionada a direção da unidade, em especial ao diretor Alberto Luiz de Lima Trigueiro. De acordo com a carta enviada ao Sindsaúde/RN, os trabalhadores do hospital Regional de Assú não aguentam mais a maneira autoritária, antiética e arrogante da administração do diretor Alberto Luiz.

A arrogância, ameaças e o assédio moral são símbolos da administração. Gerando instabilidade emocional e um clima péssimo dentro da própria unidade. Mensagens no whatsapp e ligações inoportunas, fora do horário de trabalho do servidor no local com ameaças, cobranças e extremos questionamentos se tornaram constantes. Atrapalhando e abalando os servidores públicos que muitas vezes estão de plantão em outras unidades, ajudando a salvar vidas”, diz trecho do conteúdo da denúncia.

No dia 27 de maio, o Sindsaúde/RN publicou a primeira denúncia feita pelos servidores do hospital Regional de Assú. Segundo relatos, mesmo com a denúncia feita pelo sindicato, o diretor intensificou o assédio e as perseguições aos servidores. No dia 11 de junho, diretores do Sindsaúde visitaram o hospital para averiguar as denúncias.  Durante a visita, o sindicato conversou com os servidores, mas o diretor da unidade não estava presente.

O Sindsaúde/RN não admite que nenhuma direção hospitalar assedie os trabalhadores. Estamos hoje no hospital de Assú pra dizer não ao assédio moral desses diretores que estão ausentes do hospital”, afirmou o  coordenador geral do Sindsaúde/RN, João Morais, durante a visita.

Confira a carta com a denúncia dos servidores:

Nós, funcionários da unidade supracitada não aguentamos mais a maneira autoritária, antiética e arrogante da administração do senhor diretor Alberto Luiz de Lima Trigueiro a frente do Hospital Regional de Assú”.

- A arrogância, ameaças e o assédio moral são símbolos da administração. Conduzindo a mão de ferro, sem dialogo, sem bom senso e com extrema cobrança em cima dos servidores. Chegando ao ponto de colocar cargos comissionados para “fiscalizar’’ e ‘’gerar fofocas’’ dentro da própria unidade. Gerando instabilidade emocional e um clima péssimo dentro da própria unidade.

- Mensagens no whatsapp e ligações inoportunas, fora do horário de trabalho do servidor no local com ameaças, cobranças e extremos questionamentos se tornaram constante. Atrapalhando e abalando os servidores público que muitas vezes estão de plantão em outras unidades, ajudando a salvar vidas.

- O senhor diretor Alberto Luiz de Lima Trigueiro, fala mal e critica seus próprios funcionários em corredores do Hospital Regional de Assú. Frases como ‘’Ele (a) é um péssimo funcionário’’ e ‘’Eu não gosto do trabalho dele(a)’’,  são ditas com frequência nos corredores para funcionários ouvirem, gerando mal estar, desgaste nas relações além do abalo mental do servidor já tão desgastado nesse período de pandemia. Servidores dos setores de Raio-X, Laboratório dentre outros são perseguidos frequentemente, já temem e ver as mensagens e as ligações em dias/horários inoportunos, sempre com palavras ameaçadoras e de extrema cobrança.

- O supracitado Diretor também fala abertamente nos corredores que as dezenas de denúncias que recebe ‘’Não dão em nada’’ e ‘’São apenas denúncias de cunho político’’, fechando os olhos para os problemas e deixando os funcionários ainda mais desmotivados, pois fica claro, que não haverá mudanças.

- Não aguentamos mais! Estamos cansados fisicamente e mentalmente de darmos nossas vidas diariamente, em vários hospitais, e ainda temos que no Hospital Regional DR. Nelson Inácio dos Santos, na cidade de Assú/Rio Grande do Norte, na pessoa do seu próprio Diretor aguentar tamanho desrespeito e tamanha cobrança.

- Falta profissionalismo, falta diálogo, falta de bom senso, falta de ética, falta de respeito, falta de padronização nas ações, falta organização, falta de carinho ao servidor, falta de humanização. O novo equipamento de Raio-X continua a meses dentro de caixotes nos corredores do hospital, nunca foi instalado. Setor de RH que não dá nenhum suporte ao servidor, com problemas e atrasos em pagamentos pois simplesmente não dão entrada no protocolo junto aos órgãos competentes, funcionários de cargo comissionado orientados a perseguidor e coagir funcionários do processo seletivo, comidas péssimas!

Chega! Queremos ser ao menos reconhecidos, ouvidos e respeitados! Pedimos ajuda, pedimos socorro!

Queremos mudanças no Hospital Regional DR. Nelson Inácio dos Santos!”

Fonte: Sindsaúde/RN

O Blog Assú Todo Dia deixa o espaço aberto para o pronunciamento do diretor do Hospital Regional e/ou da Secretaria do Estado da Saúde Pública do Rio Grande do Norte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário